Tag: música

A perspectiva do espelho – um experimento musical e poético

Isaac – corpo e linguagem como manifesto Comunicar pensamento sem cair no exoterismo nem se render à mediocridade – eis o desafio do artista. Eu não tenho respostas – faço apostas. E perco, quase sempre perco, perco muito e perco feio,. Mas nem por isso abandono o tabuleiro. Minhas apostas: a multiplicidade dos cavalos, e não apenas dos cavalos, mas também de outras feras e lances de dados. Fecundo minha música com poesia, e minha poesia com música. Exponho minha cara, meu corpo e minha voz. Arreganho minha mente, rasgo meu coração. Artesão de muitas técnicas, caçador de borboletas e vagalumes. Eu transito entre as fronteiras – nunca conquisto um território, mas não me deixo escravizar. A arte vagabundeia na […]

LEIA

O fluxo da letra

Músico de competência duvidosa e cronista nonsense de Facebook, eu também sou poeta de folhas soltas, versos avulsos e imagens repetidas. De todas as 9.432 habilidades inúteis e não muito bem desenvolvidas que tenho, a versartesania é aquela em que sou mais imberbe. Apesar disso – ou talvez justamente por – faço do meu verbo um espinho na carne do mundo. Sou um menestrel da Provença que errou o século de estreia – escrevo-canto/canto-escrevo para enaltecer mulheres, corromper a juventude e desafiar heráldicas. Não sou guloso, beberrão ou mentiroso, mas tenho um fraco pela luxúria e pela preguiça e aprendi a converter a ira em ácido. Nascida sob uma estrela terrestre, um sol e uma lua de fogo, minha fala […]

LEIA

10 Curiosidades sobre a música “Saúde”, da Banda CasinoQuebec

Saúde é uma balada rock n’roll, com sabor de deboche, uma melodia sarcástica e swing sensual. Ela nasceu de uma piada sobre religião e se tornou uma celebração da alegria.
Lançada como um trabalho independente da Banda CasinoQuebec, em 21 de maio de 2020, a música foi composta em 2013 e já estava presente no setlist do show de lançamento da banda, em 2014.
A seguir, 10 curiosidades sobre essa música.

LEIA

Paladar – a música que nos compôs

A canção “Paladar” não é só uma das que nós mais gostamos de tocar na Banda CasinoQuebec. Essa música foi, de certa forma, responsável pelia nossa militância no trabalho independente e autoral. Estávamos apenas começando nosso trabalho, ainda não tínhamos um público, por menor que fosse, para chamar de nosso, não tocávamos as músicas de maior apelo na noite (“Tempo Perdido”, “Meu erro” etc) e, mesmo assim, metíamos a cara a tapa com um: “Essa é uma música de nossa autoria”… E lá vinham os acordes arrastados de Paladar Até gravamos a música num videozinho caseiro para YouTube, só violão, guitarra e uma tampa de lata com feijões embaixo do meu pé, emulando o som de um ganzá na marcação […]

LEIA

“A música não mente. Se tem algo a ser mudado neste mundo, isso só vai ser possível através da música.” – Jimi Hendrix

Jimi Hendrix não foi apenas um músico revolucionário, foi um tipo de xamã. Hendrix encarnou algo mais profundo que o – já absurdamente profundo – amor pela música: ele encarnou a fé na Música. Não uma fé dogmática. Não a fé excruciante dos que gozam com a abnegação. Não a fé sacrificial dos mártires cujo tesão é a tortura. Nem a fé burocrática dos inquisidores e dos mestres catecumenais. Fé sinestésica, cortical, subcortical: uma fé mitocondrial, citoplasmática, epidérmica e biliar – a fé que Jimi Hendrix tantas vezes manifestou ter na música é uma energia entranhada nas estruturas do corpo, que vibra e abala todas as estruturas do corpo e que anima, acende e vivifica o corpo. O que torna […]

LEIA

“Os poderes de uma canção”

Num texto tocante, Suely Rolnik fala sobre sua experiência de reinvenção de si, depois de absorver no corpo a violência brutal da Ditadura brasileira. Ela conta sobre como todo um processo de cura, de produção, de invenção se condensou em uma nota de uma canção de Gal Costa que ela emitiu em uma aula de canto em Paris. Quem lê os textos de Suely Rolnik sabe como a vibração ocupa um lugar privilegiado na sua linguagem, na sua produção de conceitos, e nesse relato a força imanente do fenómeno vibração pode ser sentida, percebida, compreendida, traduzida de maneira decisiva. A vibração de uma nota salvou uma parte da vida de Suely Rolnik, salvou devires se Suely Rolnik – livrou o […]

LEIA